Categorias
Romance

Como resolver as brigas com o namorado(a)

Muito cedo na vida eu descobri que tinha um estranho dom, infelizmente diferente dos meus delirantes devaneios eu não tinha superpoderes, mas as pessoas confiavam em mim, amigos e até mesmo recém conhecidos me contam seus problemas como se eu fosse a pessoa mais próxima da vida delas, mesmo eu não sendo, e ainda hoje é assim.

Em uma grande parte dessas conversas o tema são relacionamentos. Com isso acumulei algum conhecimento que vou tentar resumir nesse artigo que poderia se chamar “Pequeno manual de resolução de DR”.

Quando seu companheiro(a) faz uma bobagem, ou algo que te magoa de alguma forma algumas regras podem ajudar a superar a fase ruim:

1) Deixe clara sua insatisfação: esse (ainda) não é o momento de você desabafar, você deve na verdade passar uma mensagem, diga com todas as palavras como você está se sentindo, não explique ainda o por que você se sente assim, apenas como você se sente. Com isso ele(a) vai compreender que você precisa falar sobre isso e algo está errado, se ele(a) realmente se importa com você vai parar para te dar atenção. Um destaque para as mulheres, nós homens quando perguntamos se está tudo bem, e você respondem “claro” nós vamos acreditar e não vamos mais tocar no assunto, não importa o quanto vocês estejam com a cara fechada, então por favor digam qual o problema!

2) Fale: fale tudo, fale como se sente, fale por que se sente assim, fale como você acha que ele(a) devia ter agido, falei sobre o por que você acha que devia ter sido assim ou de outro jeito. Esse é um ponto de desabafo, mas algumas coisas devem ser evitadas. Não toque em assuntos do passado, é um momento de desabafo, mas se você tem assuntos não resolvidos soma-lo a uma sopa de sentimentos ruins só vai piorar as coisas, não faça comparações dele(a) com outra pessoa, ninguém gosta de receber uma bronca acrescente a isso ser comparado com outra pessoa e pronto, está feita a receita para uma briga feia. Também não tente convencê-lo(a) de que você está certa ou fazê-lo(a) concordar com seu ponto de vista, ainda o momento é apenas para por para fora as tensões. Se você quer ouvir que está certo(a) o momento não é esse, resolver o problema é mais importante que estar certo.

3) Escute: escute o que ele tem a falar, novamente não é uma questão de quem está certo ou não, ouça, argumente, corrija aquilo que você não concorda, mas lembre-se que é a hora de ouvir, então ouça. Perguntas simples e curtas ajudam a pessoa a soltar a língua quando ela está presa pelo sentimento de culpa, vergonha, ou tristeza por magoar quem se gosta.

4) O porquê: Por que você fez isso? É uma pergunta comum quando o companheiro(a) magoa-nos, queremos uma resposta, queremos entender, é absolutamente normal mas na maioria das vezes não leva a lugar algum. Em vez de simplesmente perguntar sugira motivos, mesmo que sejam bobos, sugerir um motivo pode fazê-lo(a) começar a falar, e em uma conversa franca encontrar o verdadeiro motivo. Note que esse ponto pode ser que os ânimos ainda estejam muito exaltados, nesse caso volte para o item número dois e recomece de lá. Lembre-se também que às vezes um motivo simplesmente não existe, ou simplesmente é a resposta mais simples: as pessoas erram. O importante de encontrar uma causa ou razão é para trabalharmos no próximo item.

5) Solução: O que está feito está feito, em um relacionamento o mais importante é trabalhar para que os problemas não se repitam, não existe um casal livre de brigas ou dificuldades, um relacionamento deve fazer com que seus membros sejam pessoas melhores e evoluam dentro deles, e isso é impossível sem dificuldades, é triste, mas o ser humano só cresce de verdade na adversidade. Quando passamos da parte do diagnostico (item anterior) precisamos combinar o tratamento, se o problema é pouco tempo junto agendem um dia da semana para se dedicarem um ao outro, se o problema é um habito que irrita o outro criem uma maneira de alertar o outro para não fazê-lo. No entanto se o mesmo problema se repete com frequência provavelmente uma das partes está com problemas e o relacionamento precisa ser reavaliado.

A comunicação é um ponto vital no relacionamento, sem ele não existe solução para o mais simples problema e qualquer “DR” básica vira uma guerra.

Quando surge uma briga entre um casal geralmente o motivo é o desacordo sobre um assunto ou por que um deles fez besteira, é comum quando estamos feridos queremos ferir também ou expor nossa dor para gerar culpa, isso também não leva a lugar nenhum. Na hora de resolver uma briga o melhor que você pode fazer é deixar o ego do lado de fora

Lembre-se que se a pessoa se importa com você ela vai ouvir e falar, e se ele te machucou de alguma maneira ou intensidade não quer dizer que ele não se importe, todo nós erramos e com mais frequência do que gostamos de admitir, saber solucionar os problemas é que faz a diferença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *